Bruno Araújo deu um 'puxão de orelha' em FHC por se encontrar com ex-presidente Lula
REPRODUÇÃO/AGÊNCIA BRASIL
Bruno Araújo deu um 'puxão de orelha' em FHC por se encontrar com ex-presidente Lula

Bruno Araújo, ex-ministro e presidente do PSDB, criticou o encontro realizado na manhã desta sexta-feira (21) entre os ex-presidentes da República Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e Luis Inácio Lula da Silva (PT) . As informações são da jornalista Mônica Bergamo.

"Esse encontro ajuda a derrotar Bolsonaro, mas não faz bem a um potencial candidato do PSDB . Nossa característica é saber dialogar, inclusive com adversários políticos. De toda forma, precisamos evitar sinais trocados a nossos eleitores. O partido segue firme na construção de uma candidatura distante dos extremos que se estabeleceram na democracia brasileira", argumentou Bruno através de uma nota oficial.

A reuinão entre o tucano e o petista - que ocorreu apartamento de Nelson Jobim, ex-ministro do STF e ex-ministro da Justiça - causou desconforto no PSDB. Isso porque a sigla possue quatro possíveis candidatos ao Planalto: João Doria, governador de São Paulo; Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul; Tasso Jereissati, senador da República; e Arthur Virgílio, ex-prefeito de Manaus.


Após o encontro, Lula e FHC trocaram gentilezas na imprensa. Fernando Henrique declarou, em entrevista, que votará em Lula num eventual segundo turno contra Jair Bolsonaro. Lula retribuiu e postou nas suas redes sociais que faria o mesmo: "Fico feliz que ele tenha dito que votaria em mim e eu faria o mesmo se fosse o contrário. Ele [ FHC ] sempre foi um intelectual e sabe que não dá para inventar uma candidatura".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários