Araraquara virou referência na contenção da pandemia do novo coronavírus
REPRODUÇÃO/AGÊNCIA BRASIL
Araraquara virou referência na contenção da pandemia do novo coronavírus

O prefeito de Araraquara , Edinho Silva (PT-SP), publicou na última quinta-feira (20) um decreto no Diário Oficial do município que determina novas restrições nas atividades econômicas na cidade caso a transmissibilidade aumente. As informações são da jornalista Mônica Bergamo.

Na determinação de Edinho, os comércios voltarão a fechar caso a taxa de positividade nos novos testes de covid-19 realizados em sintomáticos chegue a marca de 30% em três dias seguidos - ou cinco dias alternados - ou atinja a marca de 20% de todos os testes gerais.

"A terceira onda virá [da Covid], e será violenta", relata o prefeito que demonstra preocupação não apenas com a cidade, mas com todo o estado de São Paulo.

Araraquara recebe pacientes dos municípios vizinhos que estejam precisando de UTI. Atualmente, a cidade registra uma taxa de 94% de ocupação dos leitos de unidade de terapia intensiva. Destes 52% são de internados de outras localidades.


A cidade quase colapsou no mes de março, o auge da segunda onda de covid-19. Edinho chegou a fecha supermercados e até postos de gasolina para conter o avanço da pandemia em Araraquara. Com as medidas, o número de casos registrados e mortes caiu vertiginosamente e o local passou a ser referência na efetividade do lockdown.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários