Priscilla e Leonardo foram apreendidos em 16 de março
Reprodução/ TV Globo
Priscilla e Leonardo foram apreendidos em 16 de março

No Rio de Janeiro , o Ministério Público local (MPRJ), enviou uma ação contra a síndica Priscila Laranjeiras Nunes de Oliveira, que mora no condomínio da Barra da Tijuca e Leonardo Gomes de Lima pela morto do empresário Carlos Eduardo Monttechiari . As informações foram apuradas pelo G1.

Segundo a denúncia do crime, executada pela promotora Debora Cagy Elrich, Leonardo é tido como autor dos disparos que ocasionou o homicídio do empresário e Priscila como mandante do crime . A promotora Elrick aponta caso como de difícil defesa da vítima , já que ele apontou as irregulares financeiras do condomínio e possíveis fraudes praticadas pela síndica do condomínio London Green Park.

O MP se manifestou sobre o pedido de anulação da prisão feita pelo casal. De acordo com o Ministério, a prisão preventiva deles deve ser mantida, pois as testemunhas do caso moram do condomínio onde também mora Priscila, que é local de fácil acesso de Leonardo, podendo resultar na adulteração de provas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários