Roberto Jefferson é acusado de racismo por entidade israelita; presidente do PTB também é acusado de homofobia pelo governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB)
Valter Campanato/Agência Brasil - 7.6.17
Roberto Jefferson é acusado de racismo por entidade israelita; presidente do PTB também é acusado de homofobia pelo governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB)

A Confederação Israelita do Brasil (Conib) prepara uma notícia-crime contra o presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson , por postagem supostamente racista em que relaciona judeus ao infanticídio. A postagem foi feita na última sexta-feira (21) no Instagram do político.

Segundo a Conib, a publicação do presidente do PTB é antissemita e pode ser caracterizada como racismo "com aumento de pena pelo fato de ter sido praticado por intermédio de rede social". A entidade pede, também, que a rede social remova a postagem e puna o político.

"Todo crime de racismo é repugnante e deve ser punido com o máximo rigor da lei", diz a entidade, em nota.

Roberto Jefferson se manifestou, nas redes sociais, sobre a nota da Confederação Israelita do Brasil. O político falou que trata-se de "palhaçada" e "falta do que fazer". Segundo ele, foi feita uma "uma comparação de passagens do Antigo Testamento, quando os judeus de Canaã adotaram deuses pagãos que exigiam sacrifícios de crianças."

Você viu?

"Sou um grande entusiasta dos judeus, o povo de Deus. Sempre o elogiei de público e tenho defendido nossa cultura judaico cristã. Mas há uns babacas que fazem questão de gerar tensões para aparecer. Essa direção da Conib quer sensacionalismo. Bobalhões", disse Roberto Jefferson.

Íntegra da nota da Confederação Israelita do Brasil (Conib) 

"A Conib (Confederação Israelita do Brasil) prepara notícia-crime contra o senhor Roberto Jefferson, presidente nacional do PTB, que divulgou em seu perfil no Instagram mensagem abertamente antissemita evocando uma das formas mais vis de atacar os judeus, o infanticídio.

A postagem caracteriza crime de racismo, com aumento de pena pelo fato de ter sido praticado por intermédio de rede social. Todas as evidências do ilícito e dos comentários de seguidores, que também podem ser caracterizados como crime, foram preservados para investigação criminal. A Conib também comunicou o fato ao Instagram para a remoção da postagem e punição do perfil.

Todo crime de racismo é repugnante e deve ser punido com o máximo rigor da lei. A história já nos mostrou, da forma mais dura e bárbara, como o racismo e o discurso de ódio são responsáveis pelos episódios mais terríveis da humanidade."

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários