Material apreendido pelas autoridades
Guarda Municipal/Divulgação
Material apreendido pelas autoridades

Na quarta-feira (27), uma mulher foi presa após ser acusada de tentar matar o próprio marido . A acusada, de 37 anos, corria atrás do homem, de 40 anos, com duas facas na mão, no bairro Jardim Glória I, em Várzea Grande, em Cuiabá . A família suspeita que a mulher estivesse “endemoniada”. As informações foram apuradas pelo O Livre. 

Os moradores locais chamaram a Guarda Municipal com a suspeita de ser um caso de “ Maria da Penha ”. Mas com a chegada das autoridades ao local, perceberam que a mulher é que tentava agredir seu marido. Segundo informações, a Guarda encontrou a suspeita ainda muito alterada e com um corte na mão, que de acordo com os vizinhos, foi ela mesma que fez. 

As autoridades encontraram o homem no banheiro da residência. Ainda conforme as informações dos moradores, o carro do homem se encontrava estacionado e estava com o para-brisa quebrado e tal ação foi feita pela esposa. 

Você viu?

Uma tia da vítima disse que a mulher parecia “ endemoniada ”. A investigada foi levada para Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) do Bairro Cristo Rei, para que sua mão fosse avaliada. Em seguida, os dois foram encaminhados para a Central de Flagrantes de Várzea Grande. 

Na delegacia, o homem conta que sua esposa teve uma alteração de humor repentina e logo em seguida, ela já pegou as facas e foi em direção a ele, quebrando sua motocicleta e automóvel. Ele só conseguiu escapar, quando um vizinho pulou um muro e o ajudou a imobilizar a mulher, assim ele pode tirar a faca de sua mão. 

“Ai eu entreguei a faca para a minha tia. E ela ficou louca querendo brigar. Se eu não corresse dela poderia ter acontecido o pior. Eu e o rapaz seguramos ela no chão para conter ela, para ela parar de tentar me agredir. Ai minha tia fez uma oração pra ela. Ela parou, deitou no sofá e parou”, declarou o marido. 

A mulher ficou apreendida na Central de Flagrantes de Várzea Grande e as duas facas também foram capturadas para perícia. 

    Leia tudo sobre:

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários