O ministro da Saúde Eduardo Pazuello, que foi apresentado por Bolsonaro como
O Antagonista
O ministro da Saúde Eduardo Pazuello, que foi apresentado por Bolsonaro como "um especialista em logística", segue acumulando erros relacionados a... logística.

Ministério da Saúde havia afirmado que todos os estados receberiam as vacinas entre a madrugada e o início da tarde desta segunda-feira (18). A pasta, porém, alterou de última hora o horário de alguns voos, deixando autoridades aguardando nos aeroportos e, consequentemente, atrasando o início da imunização.

Pela programação mais atualizada, ao menos seis locais que receberiam antes das 16h, agora só vão receber na parte da noite.

"Todo mundo foi esperar no aeroporto, e nada. A previsão era meio-dia, depois mudou para as 16h. Agora já deve ser às 18h. Até que passado, não tem como começar hoje. Impossível. Só devo começar amanhã", disse o governador de Sergipe, Belivaldo Chagas, à coluna Painel, da Folha de S. Paulo.

Você viu?

"Não explicaram nada. Simplesmente avisaram em cima da hora. Problema de logística. Eu não fui a Guarulhos [para o evento com Pazuello]. Mas se tinha ido, teria voltado e a vacina ainda não teria chegado", completou.

Segundo a nova tabela, três estados não possuem nem previsão de horário de chegada das vacinas: Alagoas, Rio Grande do Norte e Paraná. Já o Rio de Janeiro, que fica a menos de uma hora de São Paulo (onde estão as vacinas) só receberá a carga madrugada de terça (19).

    Leia tudo sobre:

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários