Ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello
Alan Santos/PR
Ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, realizou, nesta segunda-feira (18), a entrega simbólica das primeiras doses da vacina Coronavac, distribuídas pelo governo federal, e afirmou que a vacinação contra a Covid-19 começa ainda "hoje, no fim do dia". O adiantamento do início do processo de imunização ocorre após pressão de governadores, que não queriam esperar até quarta-feira (20).

"Fica combinado que agente distribui tudo hoje e começa ao final do dia, em princípio, às 17h. A gente marca não antes das 17h, mas se alguém tiver delongas, faz parte da missão", disse o ministro. "Quem puder começar às 18h, mas o importante é que comece hoje, ao final do dia. Esse é nosso combinado", completou.

O evento, em um centro logísitico do Ministério da Saúde em Guarulhos, em São Paulo, contou com a participação de governadores brasileiros como Hélder Barbalho (Pará), Cláudio Castro (Rio de Janeiro) e Wellington Dias (Piauí).

"Quem puder, começa às 18h, mas o importante é que comece hoje, ao final do dia. Esse é nosso combinado", continuou Pazuello.

Você viu?

Pazuello ainda comemorou a aprovação por parte da Anvisa e ressaltou o momento histórico que o Brasil passa.

“A liberação do uso emergencial pela (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) Anvisa marca um momento histórico para o país. As vacinas do Butantan e da Fiocruz são e serão um alívio para o país”, complementou Pazuello.

E complementou: "A todas as famílias das vítimas, recebam a nossa solidariedade, é muito difícil perder alguém que amamos. Está dado o primeiro passo para a maior campanha de vacinação do mundo", afirmou o ministro.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários