Metrô de São Paulo
Cris Castello Branco
Valores pagos por meio de bilhetes ou em dinheiro vai continuar o mesmo

O governo do estado de São Paulo reajustou de R$ 4,40 para R$ 4,83 o valor da tarifa do vale-transporte  para trens do metrô e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) pago pelos empregadores aos seus funcionários. A decisão foi publicada na edição deste sábado do Diário Oficial.

De acordo com o ofício, a nova cobrança começará a valer a partir do próximo sábado (23). O valor da tarifa do Cartão BOM , Bilhete Único comum ou paga em dinheiro por meio da compra de bilhetes nas bilheterias das estações continuará em R$ 4,40.

Com o reajuste, o valor fica igual ao cobrado desde 1º de janeiro 2020 pela SPTrans nos ônibus municipais da cidade de São Paulo.

Você viu?

Tanto governo do estado quanto prefeitura não reajustaram o preço da passagem comum de metrô, CPTM e ônibus urbanos municipais neste ano.

Essa não será a primeira mudança sentida no transporte público em 2021. A partir do dia 1º de fevereiro, a gratuidade da passagem para usuários entre entre 60 e 64 anos que utilizam o transporte municipal deverá deixar de valer . Apenas pessoas com 65 anos ou mais continuam com a isenção do pagamento da tarifa, pois o benefício é garantido pelo Estatuto do Idoso.

Com essa alteração, 186 mil pessoas na faixa etária atingida pelo fim do benefício terão até o dia 31 deste mês para usar o Bilhete Único Especial da Pessoa Idosa e rodar de graça nos ônibus da cidade de São Paulo. Segundo a SPTrans.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários