Prefeito Eduardo Paes e secretário municipal Daniel Soranz em reunião no COR
Henrique Coelho/G1 Rio
Prefeito Eduardo Paes e secretário municipal Daniel Soranz em reunião no COR

De acordo com o prefeito Eduardo Paes , a cidade do Rio de Janeiro, está se preparando para começar a vacinação contra o novo coronavírus no final do mês, com expectativas para começar no dia 25 de janeiro , mesmo dia em que o estado de São Paulo inicia sua fase de imunização. As informações foram apuradas pelo G1.

Nesta sexta-feira (08), o prefeito afirmou que o estado tem compromisso com as vacinas do Instituto Butantan e junto de seu secretário da saúde, Daniel Soranz, uma reunião foi feita para acertar alguns detalhes sobre o início do sistema de vacinação no estado do Rio.

"Estamos caminhando para até o final desse mês começar a vacinação. O secretário Daniel Soranz vai para mais uma reunião com o Butantan. Temos um compromisso para comprar 3,2 milhões de doses. Estamos trabalhando para começar a vacinação no mesmo dia que São Paulo", declara Paes.

No dia 20 de dezembro de 2020, o prefeito por meio de suas redes sociais disse que fez um acordo com o Butantan para aquisição da vacina CoronaVac. "Estive hoje com o governador de São Paulo @jdoriajre assinamos um termo de cooperação com o Instituto Butantã para a aquisição da vacina para o coronavirus. Entendemos que o ideal é que tenhamos um plano nacional de imunização — aquilo que pretendemos seguir", disse em seu Twitter.

A Anvisa recebeu pela manhã desta sexta (08), o pedido para uso emergencial da vacina CoronaVac, desenvolvida por laboratório chinês Sinovac, em parceria com o Instituto Butantan. O pedido foi feito para a agência através de uma reunião online, por conta da pandemia e pretendem realizar a avaliação dos documentos para a liberação do uso da vacina em até 10 dias.

Segundo o secretário de saúde, Soranz acredita que a cidade tenha em torno de 450 postos de vacinação espalhados por todas as regiões do Rio e que não descarta a possibilidade de começarem a vacinação antes do dia 25 de janeiro, caso o plano Nacional de Imunização seja adiantado.

"Todo o planejamento é para que o Rio de Janeiro não atrase nenhum dia na sua imunização", conta Soranz.

Tal declaração foi dada na divulgação do primeiro Boletim Epidemiológico da Covid-19, desenvolvida pelo novo Centro de Operações de Emergências – COE COVID-19 RIO , que divulgará os dados semanalmente.

Na última quinta-feira (07), o estado do Rio de Janeiro contabilizou cerca de 224 mortes e 4.669 casos confirmados para a Covid-19, segundo os levantamentos divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde.



    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários