Carlos Vinicius morto pelos amigos por um tiro acidental
Reprodução/ Facebook
Carlos Vinicius morto pelos amigos por um tiro acidental

Um motoboy, de 24 anos, morreu após ser atingido por um tiro acidental , em Mongaguá, no litoral de São Paulo . Os suspeitos seriam amigos da vítima, moradores de Diadema. A polícia segue nas investigações. 

Segundo informações, os suspeitos de 32 e 28 anos, contaram a polícia que seu amigo ao estacionar o carro na Avenida Governador Mario Covas Júnior, teria sido abordado por dois criminosos e que em determinado momento, um deles havia disparado contra Carlos Vinicius dos Santos.

Em seguida, eles contam que chamaram o socorro mas pela demora, resolveram colocar a vítima dentro do carro e o levariam para o hospital. No meio do caminho, encontraram uma viatura da Polícia Militar que os escoltou até o Pronto Socorro Central, mas Carlos Vinicius não resistiu.

O caso foi encaminhado para a Polícia Civil e liderado pelo delegado Francisco Wenceslau, em colaboração com os policiais da delegacia Sede de Mongaguá . Com o depoimento dos suspeitos coletados, uma investigação foi aberta para o crime de latrocínio, quando o roubo é seguido de morte. Porém, concluiram que na verdade, o crime seria homicídio. Um exame residuográfico foi feito nas maõs dos dois suspeitos e também na da vítima.

Com o desenrolar das investigações, foi concluido que o local apontado pelos amigos do motoboy nos depoimentos não foi a onde o crime aconteceu. O delegado já havia suspeitado que no início, eles estavam passando informações contraditórias. Com isso, resolveram voltar ao local apontado pelos homens e conversaram com moradores e comerciantes da região e, também averiguaram se em alguma câmera de segurança possuia imagens que pudessem ajudar no desenrolar das investigações .

Quando interrogaram os suspeitos novamente, um detalhe importante foi revelado e as autoridades descobrem que na verdade, foi o homem de 32 anos quem deu o disparo fatal contra Carlos Vinicius. De acordo com os investigadores, ele confessou ter atirado uma vez de forma acidental e que as histórias dos suspeitos não batiam pois eles estariam em "choque" com os últimos acontecimentos.

O corpo da vítima foi encaminhado para o IML e irá ser realizado o exame de necroscópico, pois mais de uma lesão foi identificada no corpo da vítima, o que faz as autoridades pensarem que nem todas as informações foram ditas. 

Segundo a Polícia Civil, as investigações continuam pois eles não acreditam na possibilidade do crime ter sido cometido acidentalmente. O autor do disparo foi preso em flagrante por homicídio , mas em seguida liberado pela Justiça com a justificativa de que o acusado ajudou no socorro do amigo. Já o segundo suspeito, o amigo de 28 anos, foi indiciado por fraude processual.



    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários