Durante a live, presidente disse que é preciso realizar um
Marcos Corrêa/PR
Durante a live, presidente disse que é preciso realizar um "estudo sério" sobre eficácia das máscaras

Na live desta quinta-feira (26), além de falar sobre o programa de imunização "praticamente pronto" e a possibilidade de  retorno às aulas em escolas do país, o presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar a necessidade de uso de máscaras por conta da pandemia da Covid-19, referindo-se ao tema como "último tabu a cair".

"A questão da máscara , ainda vai ter um estudo sério falando sobre a efetividade da máscara... é o último tabu a cair", afirmou Bolsonaro , logo após citar texto que falava de estudo realizado sobre a eficácia da hidroxicloroquina, remédio amplamente defendido por ele, mas que não tem qualquer comprovação científica para o tratamento contra o novo coronavírus.

Ao falar sobre o texto, e as críticas ao remédio, o presidente citou o fato de que a  hidroxicloroquina não causaria arritmia nos pacientes, mesmo sem qualquer embasamento científico. Foi neste momento que aproveitou para também questionar o  uso do equipamento de proteção como método de prevenção ao vírus.

Sobre o "estudo sério" solicitado pelo presidente, a comunidade internacional já realizou diversos levantamentos sobre a  eficácia das máscaras na prevenção e diminuição da propagação do vírus, mostrando que a peça é um dos métodos mais simples e baratos de proteção.

Ainda sobre o tema Covid-19,  Bolsonaro também negou que tenha usado o termo  "gripezinha" para se referir à doença. Entretanto, declarações anteriores do presidente comprovam que a palavra foi utilizada, mais de uma vez, quando o tema foi abordado, seja em entrevistas ou em pronunciamentos oficiais.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários