Sérgio Camargo, presidente da Fundação Palmares
IG - Último Segundo
Presidente da Fundação Palmares muda critério de homenagens de personalidades negras notáveis; uma das justificativas é a de "moralizar" a lista

O presidente da Fundação Palmares, Sérgio Camargo , publicou nesta quarta (11) uma portaria no Diário Oficial da União que muda regras de seleção e publicação dos nomes e biografias das personalidades negras notáveis no site da entidade.

De acordo com as mudanças, personalidades como Elza Soares, Gilberto Gil e Martinho da Vila estão excluídos da lista de homenageados, com a justificativa de  "moralizar" a lista, que também passará a fazer apenas homenagens póstumas.

"Assinei hoje portaria que moraliza a lista de personalidades negras da Fundação Palmares. O critério de seleção passa a ser a relevante contribuição histórica. Haverá exclusão de vários nomes. Novas personalidades serão incluídas em razão do critério do mérito e novreza do caráter", disse Camargo em sua conta oficial no Twitter. 

De acordo com a portaria, alguns critérios para a inclusão na lista serão:

  • a relevante contribuição histórica no âmbito de sua área de conhecimento ou atuação;
  • os princípios defendidos pelo Estado brasileiro; e
  • outros critérios que poderão ser avaliados, de forma motivada, no momento da indicação.

A aprovação ou exclusão dos nomes será de responsabilidade da diretoria da Fundação Cultural Palmares.

Caso os nomes escolhidos sejam contestados, a portaria estabelece que caberá a uma comissão técnica a análise da contestação. A comissão terá o prazo de 30 dias, prorrogável por igual período, para acatar ou indeferir o pedido. 

Camargo também disse que algumas das personalidades incluídas serão o humorista Mussum, os cantores Wilson Simonal e Luiz Melodia, e o atleta João do Pulo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários