delegacia
Reprodução PCERJ
Polícia apreende 111 kg de maconha de traficantes da 'Família do crime' de BH

A Polícia Civil apreendeu 111 kg de maconha do grupo conhecido como  "família do crime" na região noroeste de Belo Horizonte. Um "funcionário" do grupo também acabou preso nesta terça-feira (10). O grupo já atua há quase 40 anos no tráfico de drogas da região.

"A 5ª delegacia vem levantando informações sobre uma chefia de tráfico que atua na região do Sumaré. É um grupo da mesma família que age há quase 40 anos. Eles chegaram em um grau de organização que mudam constantemente o apelido e conseguem atuar sem tocar as mãos nos entorpecentes", explicou o delegado Rodolpho Machado, do Departamento Estadual de Combate ao Narcotráfico (Denarc). 

Durante as investigações, a polícia conseguiu localizar "braços" da organização e apreendeu o material, em uma casa na região metropolitana de Belo Horizonte.

O delegado explicou como o grupo operava: "Eles adquirem as substâncias pelos caminhos tradicionais, chega na região metropolitana, eles distribuem em vários pontos de armazenamento e colocam outros traficantes, com nível inferior na hierarquia, para que façam a guarda dessas drogas. No dia 5 de novembro conseguimos o monitoramento e, ontem, prendemos um indíviduo de 34 anos que estava saindo de casa para uma entrega de entorpecentes".

Ainda segundo ele, a quadrilha não manuseava a droga diretamente. "O nosso núcleo de inteligência aponta duas ou três lideranças na Sumaré, sendo uma delas esse grupo que a gente quer aprofundar. O principal alvo começou muito jovem e está muito bem consolidado. Ele age acima de qualquer suspeita. Mas nossas investigações continuam para montar esse quebra-cabeça".

O suspeito preso afirmou que tinha um pagamento mensal fixo para manter a droga armazenada e ganhava um valor para cada vez que precisava entregar alguma porção. A polícia ainda investiga qual a origem da droga.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários