incendio
Tv Globo / Reprodução
A fumaça que sai do prédio 1 do Hospital Federal de Bonsucesso

Garçom, pai de cinco filhos e superando a dor de perder a mulher, vítima de uma depressão profunda. Assim Marcus Paulo Luiz, de 39 anos, lutava para se manter vivo.  Internado no Hospital Federal de Bonsucesso, na Zona Norte do Rio, há três semanas, ele foi uma das três pessoas que morreram após um incêndio atingir o prédio central da instituição, na manhã desta terça-feira (27).

Ele estava internado em estado grave no Centro de Terapia Intensiva (CTI) por complicações da Covid-19. Marcos já havia testado negativo para a doença, mas ainda sofria com as sequelas.

"Meu irmão que sustentava a família dele. Agora estamos desampardos, sem saber o que fazer, os filhos desesperados. Fico feliz com as famílias que conseguiram tirar seus parentes bem, vivos. Não foi o meu caso. Perder para morte natural a gente até aceita. Mas perder para uma morte assim? Ele não tinha nem como se defender", disse a cozinheira Isabel Cristina Luiz, irmã da vítima.

Outras duas mulheres também morreram nesta terça-feira (27). Núbia Rodrigues, de 42 anos, e uma mulher, de 83 anos, também tinham Covid-19. A idosa estava no CTI em estado grave, com infecção no pulmão.

Incêndio no hospital

O fogo no local começou no almoxarifado do subsolo do Prédio 1, por volta das 9h40. Segundo o  Corpo de Bombeiros, as chamas foram controladas somente às 11h30. Mas, por volta das 13h20, ainda saía fumaça das instalações. Ainda não se sabe ao certo o que causou o incêndio.

    Veja Também

      Mostrar mais