Médium João de Deus
Agência Brasil
Médium João de Deus foi condenado a mais de 60 anos de prisão

Em prisão domiciliar desde abril por causa da pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2), João Teixeira de Faria, conhecido como João de Deus , saiu de sua mansão em Anápolis e foi encaminhado ao Hospital Sírio Libanês de Brasília nesta sexta-feira (23). Segundo o advogado de defesa Anderson Van Gualberto, o estado de João Teixeira, de 79 anos, é considerado grave, e ele não tem previsão de alta.

Antes de viajar a Brasília em uma UTI móvel,  ele foi atendido em um hospital de Anápolis (GO), onde passou por bateria de exames após sentir fortes dores no peito e muita fadiga, afirmou a defesa.

"O que se sabe é que esse mal súbito está relacionado a problemas cardíacos e problemas gástricos. João está atualmente com 79 anos e 5 meses. Além dos problemas cardíacos, está fazendo tratamento de remissão do câncer que redundou na retirada de 60% do estômago", disse Van Gualberto.

João Teixeira de Faria foi condenado a mais de 60 anos de prisão por estupro de vulnerável, violação sexual mediante fraude e posse ilegal de armas de fogo, crimes que ele nega ter cometido.

Até a manhã deste sábado, nem o Ministério Público de Goiás nem o Tribunal de Justiça do estado haviam sido comunicados sobre a internação de João Teixeira, que usa tornozeleira eletrônica e, por determinação judicial, não pode deixar sua residência em Anápolis.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários