Festa em São Vicente reuniu centenas de jovens em aglomeração fora dos protocolos de saúde durante pandemia
Reprodução / Instagram
Festa em São Vicente reuniu centenas de jovens em aglomeração fora dos protocolos de saúde durante pandemia

São Paulo  registrou queda nos índices de internação de pessoas que deram entrada em hospitais contaminadas pelo  novo coronavírus  (Sars-Cov-2) . Em comparação com o ínicio do mês de agosto e o final de setembro, houve queda de 39% no número de pacientes. 




O estado também viu o número de óbitos cair, no dia 8 de agosto, por exemplo, foram registradas 254 mortes em decorrência da COVID-19, já no dia 28 de Setembro, foram 163.

A queda nesses dados contrasta com a baixa adesão ao isolamento social registrado em São Paulo e na capital. Segundo dados do Sistema de Monitoramento Inteligente do Governo de São Paulo, não houve nenhum dia no último mês em que foi registrado uma porcentagem maior do que 50% em relaçao ao isolamento.

Contudo, a capital registrou números melhores. No dia 20 de setembro a cidade teve 50% de pessoas que ficaram em casa, sendo esse o melhor dia do mês nesse quesito. 

Os hospitais públicos registraram queda neste indíce maior do que os particulares. 452 pessoas foram internados na última semana de setembro contra 805 na última semana de julho e nos primeiros dias de agosto. Declínio de 44%, já a rede particular registrou queda de 38%.

Apesar da queda considerável nestes números, o médico João Gabbardo dos Reis , secretário-executivo do Centro de Contingência da Covid-19 em SP ponderou:

"O número de pessoas que estão dando entrada em hospitais, no entanto, ainda é considerado alto, a queda, lenta, e a situação exige cuidados”, afirmou Gabbardo para a Coluna da Mônica Bergamo, na Folha de São Paulo.


    Veja Também

      Mostrar mais