kássio
Reprodução
Juiz Kassio Nunes é católico e é favorito para ocupar a vaga no Supremo

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou, nesta quinta-feira (1), que escolheu o desembargador Kassio Nunes, do Tribunal Regional Federal da 1° Região, para a vaga no Supremo Tribunal Federal (STF). A confirmação foi feita durante a live semanal do presidente, nas redes sociais.

"Sai publicado amanhã no Diário Oficial da União, por causa da pandemia nós temos pressa nisso, conversado com o Senado, o nome do Kassio Marques para a nossa primeira vaga no Supremo Tribunal Federal", declarou o presidente durante a transmissão.

O presidente ainda comentou que tinhas 10 currículos na mesa para analisar e comentou sobre os questionamentos quanto ao passado de Kássio Nunes. Ele comentou que no próximo ano, quando ele poderá indicar outro ministro para a corte, vai escolher um evangélico.

"Nós temos uma vaga prevista para o ano que vem, também. Esta segunda vaga vai ser para um evangélico, tá certo? Agora, tá levando tiro, qualquer um que eu indicasse estaria levando tiro. Tinha uns dez currículos na minha mesa."

Sobre as possíveis ligações de Nunes com o PT, Bolsonaro comentou que é quase impossível que uma pessoa pública não tenha se relacionado, nem que minimamente, ao partido. 

"Olha, todo mundo aqui, ao longo de 14 anos de PT, teve alguma ligação. Não é por causa disso que o cara é comunista, socialista", declarou.

Celso de Mello antecipou sua aposentadoria do STF e vai deixar a Corte no dia 13 de outubro.

Após a publicação do nome de Marques no Diário Oficial, ele terá que passar por uma sabatina no Senado Federal e ter o nome aprovado em plenário, pela maioria absoluta dos senadores.

Pressão e Sergio Moro

Bolsonaro também falou sobre a pressão que sofreu de apoiadores no ano passado para a indicação de Sergio Moro para o STF.

"O ano passado todo até mais ou menos abril desse ano vocês queriam quem para o Supremo? O Sergio Moro!. Me ameaçavam no Facebook o tempo inteiro. 'Se não for o Sergio Moro para o Supremo, acabou! Acabou, acabou!' Agora, você quer que eu troque o Kassio pelo Sergio Moro? E daí? Quer que eu faço o quê? O famoso 'e daí?' Querem o Moro para o Supremo, vai ser leal a nossas causas? Vai ser aprovado no Senado Federal?", ressaltou o presidente.

    Veja Também

      Mostrar mais