mulher de farda
Bruna Borralho / Facebook
Bruna estava em carro com família

Uma sargento do Exército foi morta durante um assalto ocorrida na noite deste domingo, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense . O Cruze prata em que Bruna Carla Borralho Cavalcanti de Araújo seguia com parentes enguiçou na Avenida Presidente Kennedy. O marido dela, Angelo Henrique de Araújo, desceu pra fazer o conserto.

Logo depois, ele ouviu gritos de Bruna Carla, dizendo que estava acontecendo um assalto. Em seguida, foram feitos dois disparos na direção da militar. A irmã dela e os sobrinhos foram retirados do carro, que foi levado pelos bandidos.

Bruna - que era lotada na 21ª Brigada de Infantaria Paraquedista - foi levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Pilar, mas não resistiu aos ferimentos. Equipes do 15º BPM (Duque de Caxias) foram acionadas. Não há informações de suspeitos presos.

Em nota, a Polícia Civil informou que a Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense instaurou inquérito para apurar as circunstâncias da morte de Bruna. De acordo com o informe "equipes da unidade realizam diligências para esclarecer o caso".

A irmã de Carla Bruna, Bárbara, fez uma postou uma despedida emocionada no Facebook:

"Tanta gente ruim nesse mundo, e infelizmente a minha baixinha foi levada injustamente. Deus como tá doendo. Nunca mais ter as risadas gostosas dela e ver o seu charme de desfilar toda linda por onde passava. Parece um pesadelo sem fim. Volta mana".


    Veja Também

      Mostrar mais