jovens algemados
Tv Globo / Reprodução
Filhos e neta de Flordelis foram presos nesta segunda

Os cinco filhos da deputada federal Flordelis (PSD-RJ) fizeram um culto evangélico após chegarem à carceragem da Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e Maricá (DHNSGI). Eles foram presos, nesta segunda-feira, por envolvimento no assassinato do pastor Anderson do Carmo . Do lado de fora da prisão era possível ouvir os presos cantando a música gospel “Te agradeço”, do grupo cristão Diante do Trono.

Um trecho da canção diz: “Por tudo o que tens feito. Por tudo que vais fazer. Por tuas promessas e tudo que és, eu quero te agradecer com todo meu ser. Te agradeço meu Senhor (Te agradeço meu Senhor)”, diz trecho da canção.

As investigações sobre a morte concluíram que Flordelis foi a mandante do assassinato, diz a Polícia Civil. Ela foi denunciada à Justiça por cinco crimes. Nesta segunda-feira, equipes da Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e Maricá (DHNSGI) e do Ministério Público Estadual do Rio prenderam sete envolvidos no assassinato.

Cinco filhos do casal e uma neta foram presos. A ação desta segunda-feira foi chamada de Operação Lucas 12. Flordelis chorou na chegada da polícia à sua casa, Niterói, na Região Metropolitana.

Delegado diz que crime foi 'covarde' e 'bárbaro'

O delegado Antônio Ricardo Lima Nunes, chefe do Departamento de Homicídios da Polícia Civil do Rio, disse, nesta segunda-feira, que o assassinato do pastor Anderson de Souza foi "covarde" e "bárbaro".

- Chegamos a 11 pessoas que serão responsabilizadas criminalmente por esse crime. Crime bárbaro, crime covarde. E hoje conseguimos finalizar essa investigação - disse o policial, em entrevista ao "Bom Dia Rio".

O pastor Anderson do Carmo foi assassinado em casa no bairro Badu, em Niterói, no dia 16 de junho de 2019. Na ocasião, Flordelis relatou em depoimento que o pastor teria sido morto durante um assalto. Ela informou ainda que eles tinham sido seguidos por suspeitos em uma moto quando voltavam para casa.

Os denunciados

• Flordelis dos Santos de Souza (viúva): por homicídio triplamente qualificado; tentativa de homicídio duplamente qualificado; associação criminosa majorada; uso de documento ideologicamente falso e falsidade ideológica, não foi presa por ter imunidade parlamentar;

• Marzy Teixeira da Silva (filha adotiva): homicídio triplamente qualificado; tentativa de homicídio duplamente qualificado e associação criminosa majorada, presa nesta segunda-feira;

• Simone dos Santos Rodrigues (filha biológica): homicídio triplamente qualificado; tentativa de homicídio duplamente qualificado e associação criminosa majorada, presa nesta segunda-feira;

• André Luiz de Oliveira (filho adotivo): homicídio triplamente qualificado; tentativa de homicídio duplamente qualificado e associação criminosa majorada, preso nesta segunda-feira;

• Carlos Ubiraci Francisco Silva (filho adotivo): homicídio triplamente qualificado, preso nesta segunda-feira;

• Adriano dos Santos (filho biológico): associação criminosa e uso de documento falso, preso nesta segunda-feira;

• Flavio dos Santos Rodrigues (filho biológico): Associação criminosa e uso de documento ideologicamente falso, já estava preso;

• Lucas Cezar dos Santos (filho adotivo): associação criminosa, já estava preso;

• Rayane dos Santos Oliveira (neta): homicídio triplamente qualificado e associação criminosa majorada, presa nesta segunda-feira;

• Marcos Siqueira (ex-policial): associação criminosa e uso de documento falso, já estava preso;

• Andreia Santos Maia (mulher do ex-policial): associação criminosa e uso de documento falso, presa nesta segunda-feira.

    Veja Também

      Mostrar mais