pastor
Reprodução / Faculdade Teológica / Imagem ilustrativa
Pastor de Limeira, em São Paulo, teria dito que um vereador estaria distribuindo testes da Covid-19 para os fiéis

Um inquérito foi aberto pelo Ministério Público de São Paulo (MPSP) para apurar uma possível improbidade administrativa cometida pelo vereador de Limeira Anderson Cornelio Pereira (PSDB) . O parlamentar teria pedido para um pastor avisar em um culto online que se algum fiel estivesse com sintomas da Covid-19 , deveria procurá-lo em seu gabinete.

As "vantagens" seriam destinadas aos membros da igreja Assembleia de Deus da cidade. No gabinete de Anderson Cornélio , os fiéis seriam encaminhados para a realização do exame, “já que os vereadores teriam uma fórmula para a indicação”.

A Promotoria de Limeira acredita que os fatos podem configurar improbidade administrativa em razão de suposta promessa de vantagem, valendo-se do cargo de vereador.

A promotora que assina o documento de abertura da investigação, Débora Bertoloni Ferreira Simonetti, determinou que o pastor que repassou a mensagem do vereador, Levy Ferreira de Souza , e uma obreira da igreja que seria responsável pelo repasse dos recados ao pastor, sejam ouvidos. 

    Veja Também

      Mostrar mais