Governador Romeu Zema
Pedro Gontijo/Imprensa MG
Minas Gerais tem apresentado certa estabilidade em número de mortes por Covid-19, mas índice continua alto

O governador Romeu Zema mostrou otimismo ao avaliar a situação de Minas Gerais neste momento da pandemia . Mesmo com número relativamente alto de mortes, o estado vive um momento de "estabilidade" nos números. Ao anunciar a nova versão do plano Minas Consciente, que determina as normas para flexibilização das medidas restritivas, Zema afirmou que "o pior está ficando para trás".

“Os números que temos conseguido obter, apesar das vidas perdidas, são muito melhores que a média do Brasil. A guerra não acabou. Já vencemos várias batalhas, ainda temos muito o que vencer, mas, com toda a certeza, o pior está ficando para trás”, disse, em transmissão ao vivo pelas redes sociais.

O novo plano Minas Consciente é dividido em três fases. Na onda vermelha, apenas os serviços essenciais podem funcionar. Na onda amarela, etapa intermediária, atividades não essenciais estão liberadas. A última etapa, verde, permite a abertura também dos estabelecimantos denominados como de alto risco.

Sobre o impacto econômico causado pela pandemia, o governador disse que está sendo feito o que está ao alcance do governo e citou medidas como a prorrogação do prazo para a quitação do Simples Nacional e as linhas de crédito do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG).. “Tenho consciência que, infelizmente, milhares de empresas, em todo o mundo, fecharam as portas definitivamente" reconheceu.

“Mesmo com todo esse aparato, alguns empreendedores ainda têm dificuldade. É muito triste ver que negócios bons e eficientes têm sido obrigados a fechar por isso."

Segundo o mais recente boletim da COVID-19, divulgado pela secretaria de Estado de Saúde nesta quarta, Minas Gerais tem 119.394 casos confirmados e 2.608 mortes.

    Veja Também

      Mostrar mais