Projeto da Fiocruz de Minas Gerais é um dos mais adiantados no país
Divulgação/Fiocruz Minas
Projeto da Fiocruz de Minas Gerais é um dos mais adiantados no país

A vacina contra o novo coroanvírus (Sars-coV-2) deve chegar a Belo Horizonte ainda nesta semana. A informação foi dada pelo Instituto Butantan , que enviou doses da Coronavac, da farmacêutica chinesa Sinovac Biotech , a 12 centros do Brasil responsáveis pelo recrutamento dos voluntários e aplicação dos testes. 

Em Minas Gerais a responsável por esse processo é a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). De acordo com a instituição, a reitora Sandra Regina Goulart Almeida já assinou protocolo que sela a parceria com o Butantan. Agora, cabe a cada um dos centros definir quando se inicia a aplicação do imunizante.

Segundo o Butantan, os testes se iniciaram primeiro no Hospital das Clínicas , na capital paulista , na semana passada, porque era preciso criar um “modelo-padrão” para os demais locais autorizados a trabalharem com a vacina chinesa. 

Em todo o país, a expectativa é que 9.000 pessoas participem dos testes, preferencialmente destinados a profissionais da área de saúde. Em Minas Gerais, a expectativa é que 800 voluntários recebam as doses. Esta é uma das últimas etapas de avaliação para que a Coronavac possa chegar aos brasileiros em larga escala , caso seja aprovada. 

Nos testes, parte dos voluntários vai receber o imunizante em si, e outro percentual, uma espécie de placebo. Os resultados serão enviados para o Butantan . Com informações do site O Tempo .

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários