mao pendendo
Istock/Igor Vershinsky
Mais de R$ 15 mil foram gastados da conta da vítima

A auxiliar de enfermagem Rosimeri Cristina dos Santos Marcos Trin foi denunciada nesta segunda-feira (20) à Justiça pelo Ministério Público do Rio por tentativa de homicídio e estelionato. Segundo as investigações da 30ª Promotoria de Justiça de Investigação Penal da 1ª Central de Inquéritos, Rosimeri, atuando como cuidadora de idosos, dopava suas pacientes para furtar e usar seus cartões bancários .

Segundo o MP, após observar os procedimentos das idosas e anotar as senhas, Rosimeri medicava as vítimas e saía para fazer compras particulares.

Num dos casos, a cuidadora injetou duas seringas de insulina no braço de uma paciente, moradora de Bonsucesso, na Zona Norte do Rio, além de dar o remédio Glifage de 850 mg. Com o cartão da vítima, Rosimeri fez diversas compras em Duque de Caxias, na Baixada, incluindo material de construção, um armário e uma máquina de lavar.

Não diabética, a senhora, de 79 anos, teve uma crise de hipoglicemia que resultou em estado de coma, revertido após internação. De acordo com o Ministério Público, a cuidadora ministrou os medicamentos na vítima para matá-la, o que permitiria alegar que o uso do cartão bancário ocorreu com o consentimento da idosa.

O MP descobriu depois que a cuidadora usou a mesma medicação com outra idosa de quem cuidava. Essa outra vítima também teve de ser internada.

Após ter sido presa em flagrante, quando recebia em casa os produtos ilegalmente adquiridos, Rosimeri admitiu ter ministrado o medicamento Glifage e as seringas de insulina na idosa de Bonsucesso.

    Veja Também

      Mostrar mais