mulher loira
Arquivo familiar
Elisângela foi vista com vida pela última vez na sexta-feira (10)


A Polícia Civil de Minas Gerais informou nesta quarta-feira (16) que Elisângela Vespermann de Souza, a mulher encontrada morta dentro de uma geladeira na cidade de Belo Horizonte , tinha registrado um boletim de ocorrência por ser ameaçada por um homem de 26 anos com quem ela teve um caso de quatro meses.

O boletim de ocorrência foi registrado por Elisângela no mês de junho. O homem com quem ela teve um caso, que não teve identidade revelada pela polícia, não aceitaria o término do romance. Ele é o principal suspeito do crime. 

No corpo de Elisângela, que estava preservado pela permanência dentro da geladeira ligada, a polícia encontrou hematomas de luta corporal. Ela estava sem roupas íntimas, o que aumentou a suspeita de tentativa de estupro. 

O suspeito do crime teria ido ao trabalho de Elisângela, que era balconista, na sexta-feira (10), último dia no qual a mulher foi vista com vida. O homem não foi encontrado pela polícia até o momento.


    Veja Também

      Mostrar mais