Segundo Doria, Ano Novo e Carnaval não têm clima para acontecer caso não haja ainda uma vacina
Governo do Estado de São Paulo
Segundo Doria, Ano Novo e Carnaval não têm clima para acontecer caso não haja ainda uma vacina

Em entrevista coletiva realizada hoje no Palácio dos Bandeirantes, Doria (PSDB) se solidarizou com as famílias que perderam "seus entes queridos" e afirmou que comemorações de ano novo e carnaval não serão possíveis sem que antes seja distribuida uma vacina contra a Covid-19.

"O Brasil está prestes a alcançar 2 milhões de infectados. É a maior tragédia desse país em qualquer tempo. Não há nada a celebrar, a comemorar. Não temos de celebrar Ano Novo e Carnaval diante de uma pandemia", disse o governador.

Doria reafirmou a necessidade de manter as medidas de proteção ao contágio, pois a pandemia não acabou e a quarentena segue vigente em São Paulo.

"Os lugares que descuidaram, aceitaram e mantiveram a realização de aglomerações, pessoas sem máscaras, e que não respeitaram o distanciamento social, sofreram os impactos do coronavírus. Não relaxem. Nós ainda estamos em pandemia", frisou.

    Veja Também

      Mostrar mais