Rodrigo Maia disse que o impeachment do presidente geraria uma crise ainda maior, tanto política quanto de saúde
Luis Macedo/Câmara dos Deputados
Rodrigo Maia disse que o impeachment do presidente geraria uma crise ainda maior, tanto política quanto de saúde

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse nesta terça-feira (14) em entrevista à Rádio Metrópole que abrir um processo de impeachment contra Jair Bolsonaro (sem partido) no atual momento aprofundaria ainda mais a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus (Sars-Cov-2).

Segundo o parlamentar, o afastamento de Bolsonaro geraria uma crise política "ainda mais profunda", o que impactaria no combate à pandemia. "O nosso papel é fazer essa construção de um diálogo junto com o Executivo e o Judiciário", disse Maia.

O presidente da câmara coleciona  48 pedidos de abertura de impeachment contra Bolsonaro na Câmara, 41 feitos nos meses de avanço da covid-19. A maioria indica possível crime de responsabilidade em questões que envolvem democracia.

Rodrigo Maia também afirmou que país "ainda não encontrou o caminho" para superar uma crise econômica provocada pela Covid19, mas que o conhecimento médico acumulado até aqui já permite tratar uma crise sanitária de uma maneira mais eficaz.

O parlamentar disse ainda ter esperanças de que o País "consiga construir caminhos para o Brasil de fato pode sair dessa crise mais rapidamente para recuperar os milhões de empregos que perderam nos últimos meses".

    Veja Também

      Mostrar mais