pessoa com camisa da policia civil
Tânia Rego / Arquivo / Agência Brasil
Mandados são cumpridos pela polícia civil em parceria com o Ministério Público

O Ministério Público do Rio de Janeiro e a Polícia Civil cumprem na manhã desta terça-feira (30) quatro mandados de prisão e 20 de apreensão expedidos nas investigações sobre a morte da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes. As prisões seriam referentes a membros do Escritório do Crime, milícia de matadores no Rio de Janeiro.



Segundo o jornal O Globo, o principal alvo da operação é Leonardo Gouveia da Silva, conhecido como "Mad", que teria substituído o ex-capitão do Bope, Adriano Nóbrega, morto em fevereiro, no grupo Escritório do Crime.

Ao ser abordado pelo delegado, Mad teria afirmado que não tinha "nada" com a morte da vereadora.

    Veja Também

      Mostrar mais