o médico caio martins guedes está no banco do passageiro do carro, usando cinto de segurança e um óculos escuro; ele sorri em uma selfie
Acervo pessoal
Caio Martins Guedes foi cremado na manhã de hoje em Almirante Tamandaré


Caio Martins Guedes, 33, é o quarto médico a falecer no Paraná em decorrência da Covid-19 . Ele faleceu na madrugada de hoje (22) no Hospital Pilar, onde estava internado. Guedes era ortopedista residente no Hospital Angelina Caron e fazia plantões em outro local em Bocaiúva do Sul.


O Conselho Regional de Medicina do Paraná (CRM-PR) explica que o estado de saúde do médico foi se tornando gradualmente mais grave nos últimos dias. Dos quatro médicos que morreram, Guedes era o primeiro que estava atuando.  

O médico foi cremado nesta manhã na região metropolitana de Curitiba, em Almirante Tamandaré.

“O CRM-PR e a classe médica estão enlutados. Reforçamos para que todos tenham comprometimento na luta contra a pandemia. Nosso sacrifício não será em vão”, diz o presidente do CRMP-PR, Roberto Yosida.

"Os médicos, assim como os demais trabalhadores da saúde, estão na linha de frente no combate à Covid-19 e não tem a opção de permanecer em suas casas. Quando as pessoas se expõem ao contágio, ainda que não adoeçam aumentam a circulação do vírus Sars-Cov2 e consequentemente aumentam o risco de contaminação e de morte destes profissionais", afirmou nota do Sindicato dos Médicos no Estado do Paraná (Simepar).

No mesmo documento, o Simepar expressou “preocupação” quanto ao afrouxamento do isolamento social em Curitiba e o crescimento de aglomerações na cidade.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários