cover
Reprodução/Youtube
Comentário sobre a prisão de Sarah Winter virou caso de investigação contra o cover


"Esse cara sou eu", já dizia uma das músicas mais famosas do cantor Roberto Carlos. Ironia ou não do destino, um cover do rei agora virou alvo da operação Lume, da Polícia Federal , que investiga autores de notícias falsas e ataques contra o Supremo Tribunal Federal (STF). O artista, chamado Roberto Boni, é comentarista de um canal no Youtube com mais de 500 mil inscritos. A informação é de O Tempo. 

Veja também:

Tudo começou quando Boni comentou sobre a prisão de Sarah Winter, líder do grupo 300, que aconteceu na segunda-feira (16). O cover de Roberto Carlos afirmou que "Bolsonaro não reage  em defesa da liberdade do povo pela omissão e prevaricação de nossas Forças Armadas Brasileiras". Segundo Boni, o Exército deveria tomar medidas para enfrentar as decisões do STF.

Fora os comentários na internet, Boni ainda faz propaganda de si mesmo como o "único cover Roberto Carlos contratado para cantar uma canção de Roberto Carlos em comercial de televisão em rede nacional". Trata-se da propaganda "Eu voltei", da Sky, na qual cantou a canção "O Portão", de Roberto e Erasmo, com participação da modelo Gisele Bundchen.

    Veja Também

      Mostrar mais