Líderes indígenas anunciaram lockdown por 15 dias em Roraima
Marcelo Camargo/ Agência Brasil
Líderes indígenas anunciaram lockdown por 15 dias em Roraima

Líderes de comunidades indígenas de Roraima anunciaram medidas de isolamento total a fim de evitar a disseminação da Covid-19 em comunidades da região. O "lockdown indígena" terá duração de 15 dias.

A decisão foi tomada em assembleia realizada nesse domingo (31).
O lockdown entra em vigor no dia 6 e segue até 20 de junho, podendo ser prorrogado caso a situação se agrave.

A terra indígena, localizada na região da Serra da Lua, em Bonfim, no Norte de Roraima, é formada por seis comunidades, onde vivem cerca de 3,2 mil índios das etnias Wapichana e Macuxi. São elas: Pium, Manoá, Altarraia, Cumarú, São João e Cachoeira do Sapo.

Veja também: Britânica larga o emprego para produzir 10 mil máscaras para surdos

A vigilância será feita pelos próprios indígenas seguindo as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Será permitida, durante o período, apenas e entrada de carros para a execução de serviços de extrema necessidade como energia elétrica, internet, carros de funerária como remoção de pacientes da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai).

Leia mais: Lockdown em Niterói-RJ evitou cerca de 1500 mortes por Covid-19, diz estudo

Além disso, a passagem será liberada para órgãos como Ministério Público Federal e Estadual, Secretaria Estadual de Educação, Polícia Federal, Ministério da Justiça, Exército e Funai.


    Veja Também

      Mostrar mais