Na última quinta-feira (14), foi realizado o velório de Messias Kokama, no Parque das Tribos, em Manaus. Aos 53 anos, o cacique foi vítima da Covid-19 , doença causada pelo novo coronavírus (Sars-coV-2).

Leia também: De cada 10 testes para Covid-19 feitos no estado de São Paulo, 6 deram positivo

caixãoRepresentação do novo coronavírus (Sars-coV-2)
Pixabay
Representação do novo coronavírus (Sars-coV-2)

Leia também: Covid-19: teste em restaurante mostra velocidade de propagação do vírus; assista

Segundo a Folha , o velório foi concorrido. Usando máscaras com os dizeres “vidas indígenas importam”, centenas de moradores apareceram para se despedir do cacique.

Leia também: Lockdown em São Paulo está sendo avaliado, diz comitê do Covid-19

A despedida contou com danças indígenas, músicas evangélicas, pregação e orações –Kokama, cujo sobrenome de batismo é Martins Moreira, atuava como pastor da Igreja Pentecostal da Missão.

O cacique é o primeiro morador do Parque das Tribos a morrer em decorrência da Covid-19

    Veja Também

      Mostrar mais