O prefeito de Belo Horizonte , Alexandre Kalil (PSD), afirmou que, a partir da próxima semana, quem estiver circulando em lugares públicos sem máscara será multado em até R$ 80. O prefeito ainda chamou de "idiota" quem desrespeita a recomendação do uso do equipamento.

"O povo de Belo Horizonte continua solidário e responsável, mas eu queria deixar recado, que vocês interpretem como quiserem. Toda vez que a gente olhar para uma pessoa sem máscara andando na cidade, temos que olhar para ela como um idiota. Ali tem um idiota que está sem máscara. Não é para xingar ninguém, é só pensar que é um idiota que só pensa nele", disse.

Alexandre Kalil (PSD)
Divulgação
Alexandre Kalil (PSD)

Kalil ainda prometeu que serão distribuídas cerca de 2 milhões de máscaras à população até o final de semana. "Até lá, amarra um pano, pega uma camisa, faz qualquer coisa", sugeriu.

Veja também: Após 2 dias, São Paulo troca bloqueio de vias por ações educativas de isolamento

Segundo o prefeito, a reabertura gradual do comércio na cidade, prevista para o dia 25 de maio, dependerá do comportamento da população. Caso não seja satisfatório, retomada pode ser adiada para 6 de junho. 

A volta às aulas na cidade, segundo ele, não tem data para voltar, seja na rede pública ou na particular.

Leia mais: Covid-19: queda no isolamento pode levar a segunda onda de contaminação no Rio

"Nem as particulares, nem as municipais vão voltar às aulas. As particulares também precisam de determinação do poder público. Isso é uma questão de saúde. Elas, provavelmente, voltarão juntas", completou.



    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários