Mulher sentada próxima à janela
Noel Hendrickson/GettyImages/CreativeCommons
Orientação do Ministério da Saúde é manter o isolamento social

As mulheres estão mais isoladas e mais preocupadas com a crise no novo do coronavírus (Sars-CoV-2) em comparação com os homens, mostra uma pesquisa Datafolha desta terça-feira (28).

De acordo com a pesquisa, entre as mulheres 60% dizem que só estão saindo de casa só quando é inevitável. Já 20% dizem que não saem de jeito nenhum. No caso dos homens, os percentuais são de 46% e 13%, respectivamente.

Leia também: Governo renova por 30 dias proibição de entrada de estrangeiros por aeroportos

Novamente mais que os homens, as mulheres também acham que o brasileiro está menos preocupado do que deveria com a pandemia. Essa percepção foi manifestada por 61% das entrevistadas, euquanto 51% dos homens têm esse mesmo sentimento.

As entrevistadas também foram as que manifestaram mais desconfiança em relação às falas do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e avaliaram mais negativamente o governo federal.

Leia também: Mortes pela pandemia em São Paulo estão 168% acima do número oficial, diz site

Para elas a rejeição ao presidente também é maior por conta das ocasiões em que ele minimizou a gravidade da pandemia da Covid-19 . Entre elas, 28% avaliam a gestão do presidente como ótima ou boa, e 43% como ruim ou péssima. Entre os homens, os índices são de 40% e 33%, respectivamente.

O levantamento foi feito nesta segunda-feira (27) por telefone com 1.503 brasileiros adultos com celular em todos os estados do país para evitar contato pessoal. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

    Veja Também

      Mostrar mais