Só na pol[icia militar, são 438 afastados arrow-options
Pixabay/Creative Commons
Policial

O estado de São Paulo está desfalcado de mais de 500 oficiais civis e militares afastados com suspeita ou diagnóstico do novo coronavírus. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), 0,5% dos efetivos do estado não estão trabalhando em virtude da doença. Destes, 438 são policiais militares, segundo divulgou a PMSP.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, o afastamento é uma orientação do Comitê de Contingência do Coronavírus. O quadro clínico dos profissionais afastados está sendo monitorado pela instituição.

Veja também: Brasil melhora posição em ranking mundial de combate a Covid-19 

A primeira vítima fatal de COVID-19 na corporação foi a policial militar Magali Garcia. Ela estava internada no Hospital da Polícia Militar desde o último dia 27 devido às complicações da doença, e morreu na última segunda-feira (30).

Veja mais: Isolamento social mostra resultado positivo em regiões dos EUA

De acordo com a SSP, as medidas necessárias para garantir a proteção contra o novo coronavírus estão sendo tomadas, bem como a aquisição de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para os servidores e agentes de segurança. 

    Veja Também

      Mostrar mais