Secretários arrow-options
Reprodução YouTube
Secretários do Ministério da Saúde, Oliveira e Gabbardo divulgam dados e falam sobre pico do novo coronavírus

Em coletiva de imprensa nesta quinta-feira (26), Ministério da Saúde divulgou dados atualizados do covid-19 no Brasil (77 mortes e 2.915 casos), anunciou relançamento de plataforma de monitoramento da doença e divulgou perfil de infectados e mortos. Secretários fizeram declarações, também, sobre pico da doença no próximo mês.

O Secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson Kleber de Oliveira mostrou dados por semana epidemiológica , que é a medida de tempo semanal de evolução de doenças. Do total de 11.257 casos de síndrome respiratória aguda grave em 2020, 341 se tornaram hospitalizações confirmadas por covid-19.

Oliveira forneceu dados também sobre o perfil de gênero dos pacientes infectados com o novo coronavírus no Brasil: dos casos graves, 58% são homens e 42% mulheres . Sobre os óbitos, a proporção é 68% masculina para 32% feminina.

Atualmente, há 205 internados por covid-19 em enfermarias e 194 em unidades de terapia intensiva (UTIs) . Esta quinta-feira (26) foi o dia com maior número de casos novos registrados e maior número de mortes. 

Leia em:  Pelo menos 194 pessoas estão em UTI por complicações do covid-19, segundo Ministério

"Está dentro do esperado e quase que diariamente teremos aumento de casos e óbitos com relação ao dia anterior. Estamos acompanhando se esse percentual de aumento fica abaixo dos 33%, que tínhamos programado", afirmou João Gabbardo, Secretário Executivo do Ministério da Saúde.

Nesta coletiva, Gabbardo voltou a falar de equipamentos de proteção individual. "Já adquirimos 45 milhões de máscaras — compramos toda a produção nacional e estamos importando. Já estamos com licitação para comprar mais 200 milhões", afirmou o secretário.

Veja:  Coronavírus: mortes no Brasil chegam a 77, país tem 2.915 casos

Previsões

Sobre previsões acerca do avanço do novo coronavírus, Gabbardo não citou números, mas fez o alerta já esperado sobre pico de casos

"Os próximos 30 dias serão  fase crítica , com aumento de casos. O número de casos vai depender da  transmissão  e do número de testes  que vamos fazer. Não vamos fazer previsão de quantos casos nem quantas mortes. Vamos fazer o possível para ter os menores números entre 30 e 60 dias", disse.

Oliveira relembrou que período de outono-inverno acumulará no sistema de saúde casos de influenza, além dos de covid-19. "O pico de covid-19 será junto com de influenza:  tempestade perfeita . São vírus diferentes, mas com sazonalidade igual", afirmou.

Sobre comparações com a Itália, Gabbardo disse que somos diferentes do país europeu em faixa etária e leitos de UTI . "Só São Paulo capital tem mais leitos que toda Itália", afirmou.

Lançamentos

Gabbardo apresentou o relançamento do portal online oficial sobre covid-19, que estava fora do ar desde o último dia 19. A página  covid.saude.gov.br é uma consolidação de dados atualizados pelo Data SUS, canal de dados do sistema de saúde. Na sexta-feira (27), o site receberá uma nova função, com dados sobre números de pacientes internados e de pacientes recuperados de internações.

Além disso, foi lançado um robô para o WhatsApp como forma de combate a fake news , parte do  programa Saúde Responde. É preciso adicionar o número +55 61 9938-0031 ou entrar no endereço  bit.ly/sauderesponde para tirar dúvidas sobre o novo coronavírus.

Há também um e-mail para doações ao Ministério da Saúde, a serem feitas por pessoas físicas ou jurídicas, organizações internacionais e países: juntoscontracovid19@saude.gov.br

    Veja Também

      Mostrar mais