Ônibus Rio coronavírus arrow-options
Reprodução/TV Globo
Passageiros retirados deverão seguir viagem no coletivo seguinte.

A partir de agora a Guarda Municipal poderá parar coletivos e determinar o desembarque de passageiros que estiverem viajando de pé. Esses usuários seguiriam viagem no coletivo seguinte, havendo assentos livres. A afirmação foi feita pelo prefeito Marcelo Crivella na manhã desta quarta-feira, durante uma coletiva virtual, ao admitir que ainda há ônibus com pessoas viajando de pé, contrariando decreto da prefeitura como parte das ações para tentar frear a velocidade da pandemia do novo coronavírus no Rio.

Leia também: Após reunião com Bolsonaro, Witzel diz que discorda sobre fim do isolamento

Outro anúncio feito por Crivella foi a participação do Exército nas ações da prefeitura para limpeza de estações do metrô e outras áreas públicas a partir de amanhã. Um dos pontos a ser visitados pelos militares será a Central do Brasil.

Mudança no comércio

O prefeito cedeu à pressão de vereadores da base do governo e anunciou que vai reabrir a partir desta quinta-feira lojas de material de construção e de conveniência em postos de gasolina. Na segunda-feira, os vereadores William Coelho e Rafael Aloísio de Freitas tentaram aprovar emendas em um projeto de lei do legislativo que regulamenta a que atividades comerciais poderia funcionar na cidade na quarentena. Mas não houve quórum.

"A cidade tem muitas obras, inclusive nossas. Já nos postos não serão permitidas aglomerações. É para entrar nas lojas de conveniência e sair", disse o prefeito em uma coletiva virtual no Riocentro.

Leia também: São Paulo fornecerá R$ 55 mensais para alimentação de alunos em extrema pobreza 

No momento, o comércio segue fechado na cidade, a exceção dos seguintes:

  • Farmácias; supermercados e hortifrutis (com recomendações para ampliar o serviço para 24 horas);
  • Padarias (com a recomendação de que se evitem aglomerações);
  • Pet Shops;
  • Postos de gasolina;
  • Lojas de equipamentos médicos e ortopédicos.

Em nota, o prefeito informou que essas são medidas 'por tempo indeterminado'.

    Veja Também

      Mostrar mais