terreiro de umbanda atacado em ribeirão preto
Reprodução / Arquivo pessoal
Jonhatan Brito, de 25 anos, foi cercado pelos agressores e agredido.

Um terreiro de umbanda foi atacado por um grupo com cerca de 30 pessoas na noite desta segunda-feira (3), em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo. Um dos fiéis foi espancado e teve dentes quebrados durante o ataque. Pais e mães de santo acreditam que o motivo do ataque seja intolerância religiosa. 

Leia mais: Acre deve pagar R$ 200 mil a mãe de criança que contraiu HIV em transfusão


O ataque ao terreiro de umbanda aconteceu durante uma reunião que acontecia por volta das 23h30. O terreiro foi invadido e foi alvo de uma bomba caseira. Os religiosos tentaram deixar o espaço, gerando tumulto. Pedradas, pauladas, socos e pontapés foram deferidos contra eles no momento em que saíram do espaço. 


"Foi a quarta vez que jogaram bombas. Nesse episódio, havia um bebê, que chegou a desmaiar. Quando saímos, eles vieram com paus e pedras para cima da gente", contou a mãe de santo Solange Brito, de 51 anos, ao portal de notícias Uol. Ela estava no local quando o ataque aconteceu. 


Um homem identificado como Jonhatan Brito, de 25 anos, foi cercado pelos agressores e agredido. Por conta da gravidade dos ferimentos, ele precisou ser transportado de ambulância até uma unidade de saúde.


Leia também: Secretaria de Educação de Rondônia manda recolher 43 livros de escolas estaduais


"Bateram na cara do meu menino, depois rasgaram a boca dele. Ele chegou a convulsionar. Ele foi atendido na unidade de saúde do bairro, ficou um dia internado, e perdeu todos os dentes da frente", contou Solange, que é mãe de santo de Jonhatan.


A Polícia Civil de Ribeirão Preto informou que a denúncia foi registrada e que está em busca dos responsáveis pelo ataque ao terreiro.

    Veja Também

      Mostrar mais