Motoboy arrow-options
Reprodução
Daniel Jean foi incediado por ex-namorada e teve 60% do corpo queimado

Permanece internado no Centro de Tratamento de Queimados do Hospital municipal Souza Aguiar, no Centro do Rio, o motoboy Daniel Jean Rocha Claudino. Segundo a Secretaria de Saúde, ele — que  teve cerca de 60% do corpo queimados — apresenta estado estável. Segundo a família do rapaz, uma ex-namorada do jovem que não aceitava o fim de um relacionamento de quatro anos ateou fogo nele, na última quarta-feira.

Leia também: Homem mata coiote com as próprias mãos para salvar filho de apenas dois anos

A tentativa de homicídio ocorreu no Cachambi, bairro da Zona Norte do Rio. De acordo com parentes, Daniel consertava o cabo do acelerador de sua motocicleta, quando por volta das 11h, a ex-namorada se aproximou com gasolina e fósforo. Ele ainda teria tentado segurar a jovem, mas acabou tendo o corpo incendiado. O motoboy teve ferimentos no rosto, no pescoço, nos braços, no peito e nas pernas.

"Eles tinham um relacionamento conturbado. Ela era agressiva e muita ciumenta. Foi tudo premeditado. Ela já chegou com a garrafa de gasolina na mão. Uma pessoa não anda levando gasolina assim sem mais nem menos. Fez isso com meu sobrinho por ciúme e maldade", disse Márcio Mesquita Martins, de 46 anos, tio de Daniel.

Segundo parentes, Daniel rompeu com a jovem, que tem 20 anos, há cerca de um mês, por conta dos constantes desentendimentos e ela não aceitava o término.

Leia também: Lula faz exames e passa a usar aparelhos auditivos nos dois ouvidos

    Veja Também

      Mostrar mais