Polícia Militar deverá explicar operações no Complexo do Alemão
Bruno Itan/ Coletivo Alemão
Polícia Militar deverá explicar operações no Complexo do Alemão

Após serem baleadas durante um confronto no Morro do Adeus, no Complexo do Alemão , Zona Norte do Rio, na noite deste domingo, duas crianças já tiveram alta do hospital. A primeira foi liberada ainda na noite passada do Hospital estadual Getúlio Vargas, na Penha. Já a segunda, que chegou a ser internada na mesma unidade, teve alta no fim da madrugada. Criminosos e policiais militares trocavam tiros no momento em que elas foram atingidas.

Leia também: Moradores da Muzema protestam contra início de inspeção de risco de prédios

Uma das crianças , de 11 anos, foi baleada no ombro quando jogava bola na comunidade. Segundo a Polícia Militar, o menino foi levado para a Unidade de Pronto-Atendimento do Alemão e, logo em seguida, transferido para o Getúlio Vargas. Já o outro menino, de 10, morador da Rua Aquiri, ficou ferido após achar um projetil na rua e colocá-lo numa fogueira. O material explodiu e acabou atingindo a criança com estilhaços, sem maior gravidade.

As duas vítimas não tiveram as identidades divulgadas.

A Polícia Militar foi procurada para dar detalhes da ação que foi feita no Complexo do Alemão . A corporação, até o momento, não respondeu aos questionamentos.

Em 10 de janeiro, Anna Carolina de Souza Neves, de 8 anos  foi morta por uma bala perdida enquanto estava no sofá de casa em Belford Roxo, Baixada Fluminense. A menina chegou a ser socorrida e levada para Hospital de Saracuruna, em Duque de Caxias, mas não resistiu aos ferimentos. Já em 2019, seis crianças foram mortas por balas perdidas no estado.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários