Tamanho do texto

Em entrevista ao Conexão Política, jornalista da Jovem Pan diz que Glenn "levou o que sempre mereceu" e que faria tudo de novo outra vez

Glenn Greenwald e Augusto Nunes arrow-options
Reprodução
Augusto Nunesdiz não se arrepender da agressão a Glenn Greenwald


O jornalista Augusto Nunes não se arrependeu da briga que teve ao vivo com o também jornalista Glenn Greenwald. Em novembro deste ano, os dois trocaram socos e tapas após uma discussão acalorada no programa Pânico, da rádio Jovem Pan. Em entrevista ao site Conexão Política , Nunes afirmou que em momento algum pediu desculpas.

Leia também: Deputada do PSL parabeniza Augusto Nunes por agressão a Glenn Greenwald

“Eu faria tudo outra vez e queria aproveitar a oportunidade para deixar claro que eu escrevi aquela carta de explicações [somente] para os meus amigos. Em nenhum momento você lê [na carta], qualquer palavra parecida com ‘desculpa’. Não peço desculpas, não tenho desculpas a pedir […] Quando ele me chamou de covarde pela quinta vez, eu lamentei muito não estar em ótima forma física porque eu já queria pegar no meio, uma primeira pancada, para ele sossegar, mas tive a sorte que o pessoal apartou […] Ele [Glenn] levou o que ele sempre mereceu. Um tabefe. É o que pode haver de mais desmoralizante para um homem”, disse Augusto Nunes .

Leia também: "Figura nojenta", diz Lula sobre Augusto Nunes após agressão a Glenn

A briga entre Nunes e Greenwald começou antes do programa. Em um comentário no programa em que faz parte na Jovem Pan, Augusto Nunes perguntou quem cuidava dos filhos de Glenn Greenwald, já que o jornalista estava sempre trabalhando muito e seu marido, David Miranda, é deputado federal. No twitter, o jornalista norte-americano e seu marido mostraram irritação com o comentário.

Durante o programa Pânico, Glenn Greenwald voltou ao assunto e chamou Augusto Nunes de covarde. A reação do jornalista da Jovem Pan foi lhe dar um soco.