Tamanho do texto

São esperados em 2020 quase 2 milhões de jovens para o alistamento militar. A expectativa é que 100 mil sejam incorporados pelas Forças Armadas

Agência Brasil

alistamento arrow-options
Jorge Cardoso/Ministério da Defesa - 3.3.2015
O alistamento é obrigatório para homens com mais de 18 anos

O prazo para o alistamento militar online começou na quarta -feira (1º). As inscrições podem ser feitas no site do Exército, com o número do Cadastro de Pessoa Física (CPF) e preenchimento do formulário para validação dos dados pessoais. O alistamento é obrigatório e deve ser feito no ano em que o jovem (sexo masculino) completa 18 anos .

Leia também: 95% dos deputados faltaram ao trabalho em 2019; saiba quem mais se ausentou

O jovem que não tiver acesso à internet ou não tiver CPF deve ir à Junta de Serviço Militar com a certidão de nascimento ou carteira de identidade ou de motorista e o comprovante de residência.

Segundo o coordenador da Seção de Serviço Militar do Ministério da Defesa, coronel Fernando Penasso, quem não regularizar sua situação não poderá tirar passaporte, prestar exame para estabelecimento de ensino, tirar carteira de trabalho, ingressar no serviço público ou mesmo na iniciativa privada.

Quem perder o prazo para fazer o procedimento no último ano, poderá regularizar a situação no próprio site do alistamento ou comparecer à Junta de Serviço Militar. O atraso implicará no pagamento de multa.

Leia também: PSL entra com ação no STF contra juiz de garantias, aprovado por Bolsonaro

Em 2020, a expectativa do Ministério da Defesa é que quase 2 milhões de jovens realizem o alistamento e que 100 mil sejam incorporados para trabalhar na Marinha, no Exército ou na Aeronáutica. O Serviço Militar Obrigatório tem a duração de um ano.