Tamanho do texto

Mulher revelou surto do suspeito antes do assassinato; ele também se matou

Rio arrow-options
Divulgação
Menino foi socorrido, mas acabou morrendo no Hospital Salgado Filho

A Polícia Civil descobriu que Luiz Eduardo Lobo, de 38 anos, havia tentado se matar momentos antes de jogar seu enteado, Enzo Almeida Pelegrini, de 3 anos, pela janela do 4º andar de um prédio, no Cachambi, Zona Norte do Rio. A tragédia ocorreu na terça-feira . Após matar a criança, o padrasto se suicidou.

Leia também: Laboratório do Brasil pode ser solução para fim da fome e cura de doenças graves

Em depoimento, a mãe do menino, Camila Cerqueira, relatou que o namorado já havia tido um surto naquele dia. "A mãe contou que ele teve um surto e ficou violento, agressivo e começou a jogar objetos pela janela. Ele desceu para a rua dizendo que ia se jogar na frente de um carro para se matar, mas um senhor conseguiu acalmá-lo", contou a delegada Márcia Beck, da 23ª DP (Méier).

Ainda segundo a polícia, ao voltar para o apartamento, Luiz Eduardo matou Enzo e cometeu suicídio. "Ele arrancou o menino do colo da mãe e o arremessou pela janela. A mãe entrou em desespero, desceu correndo para ver o filho. Quando ela chegou ao térreo, ele se jogou", narrou Márcia Beck.

A mãe foi ouvida pela polícia logo após o crime, mas, de acordo com a delegada, Camila prestará um novo depoimento nos próximos dias. O  pai do menino será ouvido amanhã, e os agentes também chamarão os avós de Enzo, a mãe de Luiz Eduardo e vizinhos.

Camila namorava Luiz Eduardo há oito meses. Ela contou à polícia que nesse período o namorado havia tido outros surtos.

Leia também: Impeachment de Trump: entenda os próximos passos após aprovação na Câmara