Tamanho do texto

Ainda assim ele poderá frequentar as aulas do seu curso na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, a proibição é para o local onde ocorreu o ato

Reprodução do vídeo que mostra o caso de racismo arrow-options
Reprodução
Momento em que o estudante acusado de racismo na UFRB deixa a sala de aula

A direção da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia ( UFRB ) optou por afastar preventivamente o aluno que cursa Ciências Sociais e foi denunciado por racismo . Ele ainda não foi comunicado oficialmente da decisão.

Apesar da medida, ele poderá frequentar as aulas do seu curso, a proibição é para o Centro de Artes, Humanidades e Letras (CAHL) onde aconteceu o ato.

Leia também: "Cultura não é para minorias", diz Bolsonaro sobre nomeado à Fundação Palmares

O estudante não quis pegar a prova das mãos de uma professora. Com o fato, ela reportou o caso como racismo . Ele alega que não pega objeto das pessoas e que já passou por situações parecidas.