Sérgio Camargo
Reprodução
Sérgio Camargo já disse que existe "racismo nutella" no Brasil

O presidente Jair Bolsonaro elogiou o presidente nomeado por ele para comandar a Fundação Palmares nesta quarta-feira (11) e disse que a "cultura não é para minorias". A declaração foi dada na saída do Palácio da Alvorada e afirmou que o jornalista Sérgio Camargo é "excelente". "Não tem essa história de branco e negro. Somos iguais e ponto final. Cultura é para maioria, não é para minoria, não”, disse Bolsonaro.

Com sua nomeação suspensa para a presidência da Fundação Palmares,  Camargo é contra o Dia da Consciência Negra e afirmou, após m reunião com Bolsonaro nesta terça, que a entidade não vai apoiar a data sob o comando dele.

O órgão federal é responsável por promover a cultura de matriz africana no Brasil e a nomeação foi suspensa pelo juiz Emanuel José Matias Guerra , da 18ª Vara Federal do Ceará. A AGU (Advocacia-Geral da União) recorreu da suspensão.

Antes de ser nomeado por Bolsonaro, Camargo fez publicações em redes sociais dizendo que "racismo real" só existe nos Estados Unidos e que, no Brasil, o racismo seria "nutella". 

    Veja Também

      Mostrar mais