Moradores caminhando pelas ruas da favela da Maré
Reprodução/Twitter
PM faz ação na favela da Maré desde a manhã desta segunda (25)

A Polícia Militar realiza uma grande operação em favelas do Complexo da Maré desde a manhã desta segunda-feira. De acordo com a corporação, a ação conta com homens do Comando de Coperações Especiais (COE), Batalhão de Ações com cães (BAC), Batalhão de Operações Especiais (Bope), do Batalhão de Polícia de Choque (BPChq) e do Grupamento Aeromóvel (GAM). Ainda não há informação sobre feridos, prisões ou apreensões.

Em seu portal, a ONG Redes da Maré afirma que moradores denunciaram que PMs estariam realizando abordagens violentas e que um estabelecimento comercial também teria sido depredado durante a ação, que começou pela manhã. Procurada, a Polícia Militar ainda não se pronunciou sobre as reclamações.

Leia também: Mortes em confronto com a polícia no Rio chegam ao maior número desde 1998

Nas redes sociais, alguns moradores afirmaram ter ouvido tiros durante a manhã. No fim da tarde, no entanto, o relato é de um clima mais tranquilo.

Susto em acesso à Linha Vermelha

Mais cedo, por volta de 9h30m, duas servidoras da Fiocruz estavam dentro do carro, num acesso da Linha Amarela para a Linha Vermelha, a caminho do trabalho, em Manguinhos, quando o veículo onde estavam foi atingido por duas balas perdidas. Apesar do susto, os projéteis atingiram um pneu e a lanterna traseira do automóvel, e as duas não se feriram. A Fundação afirmou que prestou apoio às servidoras e que uma equipe as acompanhou até a 21ªDP (Bonsucesso) para registrar a ocorrência.

Leia também: Mortes de policiais caem 35%, mas letalidade da polícia sobe 50% em São Paulo

Aulas interrompidas

A Secretaria municipal e Educação informou que, em função de operações na região da Maré, muitos pais deixaram de levar seus filhos às escolas, e que 25 unidades tiveram seus horários de funcionamento afetados por conta de conflitos.

Procurada, a secretaria de Educação estadual ainda não informou se a operação impactou no funcionamento de colégios estaduais da área.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários