Tamanho do texto

Governador do Rio de Janeiro criticou 'falta de combatividade' do governo federal e afirmou que as polícias Rodoviária e Federal vêm sendo sucateadas

Flávio Bolsonaro e Wilson Witzel arrow-options
Reprodução
Flávio Bolsonaro e Wilson Witzel

O senador Flávio Bolsonaro rebateu, nesta quarta-feira (13), uma publicação do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), em que ele criticou a "falta de combatividade" do governo federal. Em sua conta do Twitter, o  filho do presidente chamou o governador, antigo aliado do pai, de "traidor". 

Leia também: Crivella oferece igreja a Bolsonaro para recolher assinaturas do novo partido

"Além de traidor, não seja também um mentiroso contumaz. Em 2019 a @policiafederal e a @PRFBrasil [Polícia Rodoviária Federal] bateram recorde na apreensão de drogas. Não jogue nos ombros alheios a responsabilidade por sua incompetência. Tenha ao menos honestidade intelectual", escreveu Flávio Bolsonaro



Em uma série de tweets, Witzel lamentou a morte da menina Ketellen , de 5 anos, atingida por tiros em Realengo quando ia para a escola na última terça-feira (12). Em sua fala, o governador criticou o governo de Jair Bolsonaro e afirmou que a Polícia Federal e a Polícia Rodoviária Federal vêm sendo sucateadas e há necessidade "imediata" de mudança no conceito de Segurança Nacional e do uso das Forças Armadas nas fronteiras.