PF
Arquivo / Agência Brasil
Polícia Federal cumpre mandado de busca e prisão temporária de responsáveis por fraudes na Codesp

A Polícia Federal ( PF ) realizou na manhã desta quinta-feira (22/8) a Operação Círculo Vicioso, segunda etapa da Operação Tritão, iniciada no ano passado para coibir fraudes nas licitações e contratos públicos naCompanhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp).

Leia também: PF faz operação contra grupo no Brasil que levava imigrantes ilegais aos EUA

A 5ª Vara da Justiça Federal de Santos expediu 21 mandados de prisão temporária e 24 mandados de busca e apreensão em cidades do estado de São Paulo, como a capital, Santos, Guarujá, Ilhabela, Bragança Paulista e Serra Negra, além de Duque de Caxias (RJ) e Fortaleza (CE).

Os investigados serão enquadrados nos crimes de organização criminosa, associação criminosa, fraude a licitações, corrupção ativa e passiva. Os prejuízos causados à Codesp superam, nessa etapa, a cifra de mais de R$ 100 milhões.

Leia também: 'O Estado todo está aparelhado', diz Bolsonaro sobre mudanças na PF e na Receita

A operação foi realizada com apoio da Controladoria Geral da União e do Ministério Público Federal. Em outubro do ano passado, o presidente da companhia, José Alex Botelho de Oliva, foi preso em outra fase da mesma operação.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários