Tamanho do texto

Vereadora morta em 2018 dará nome a avenida que dá acesso ao campus do Centro Acadêmico do Agreste. Projeto foi do vereador Daniel Finizola (PT)

vereador daniel finizola arrow-options
Divulgação
Vereador Daniel Finizola (PT) segura placa em homenagem à Marielle Franco

A vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ), brutalmente assassinada em março de 2018 , será homenageada em Caruaru, agreste pernambucano, e terá uma avenida com o seu nome. O projeto de lei apresentado pelo vereador Daniel Finizola (PT) em março foi aprovado em primeira discussão nesta quinta-feira (1º) na Câmara Municipal local.

Foram 16 votos a favor, quatro contra e três abstenções para que a avenida que dá acesso ao campus do Centro Acadêmico do Agreste (CAA) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) passe a se chamar Marielle Franco . A segunda votação deve acontecer na próxima semana. Finizola, no entanto, comemorou a aprovação.

"A universidade é o espaço de debate, é o espaço de construção e é isso que Marielle fazia enquanto vereadora. Então, nada mais justo do que que a gente tenha, naquela avenida, o nome Marielle Franco. A intenção de fazer essa homenagem é para que a gente lembre que ninguém pode ser silenciado por aquilo que pensa", afirmou.

Antes de Caruaru, um jardim em Paris , na França e uma rua em Lisboa , Portugal, foram rebatizados com o nome da parlamentar.

Marielle Franco e Anderson Gomes, que trabalhava como motorista da vereadora, foram assassinados em 14 de março de 2018, após ela participar de um evento na Casa das Prestas, no Rio de Janeiro. Somente um ano depois, dois suspeitos do crime foram presos, os ex-policiais Ronnie Lessa e Élcio Vieira de Queiroz . A polícia ainda investiga quem foi o mandante dos assassinatos.