Tamanho do texto

Raquel Mendonça Ribeiro chegou a se apresentar como agente da corporação para conseguir o perdão de uma dívida financeira

Policial arrow-options
Divulgação/Polícia Civil
Raquel foi presa com vasto arsenal para se passar por policial civil

Agentes da 12ª DP (Copacabana) prenderam, nesta segunda-feira, uma mulher que usava um vasto arsenal para se passar por policial civil. Raquel Mendonça Ribeiro tinha até uma tatuagem com o símbolo da corporação.

Leia também: Arma apreendida na casa de Flordelis foi usada para matar pastor

De acordo com a Polícia Civil , na academia que frequenta, na Tijuca, na Zona Norte, a mulher chegou a oferecer ajuda ao seu professor de muay thai para recuperar uma moto dele que havia sido roubada. Ela tinha uma dívida financeira com o homem.

Raquel chegou a confeccionar um registro de ocorrência falso e apresentou uma carteira funcional também falsa ao professor. Ela disse a ele que tinha feito rondas para tentar encontrar a moto, conseguindo, assim, o perdão de sua dívida.

Entre amigos, Raquel divulgava fotos usando uma camisa parecida com o uniforme da polícia , além da tatuagem como sendo da secretaria.

Leia também: "Trabalho humilde", diz Eduardo Bolsonaro sobre emprego em fast food nos EUA

Carteirinha arrow-options
Divulgação/Polícia Civil
Além da tatuagem, mulher tinha carteirinha da corporação