Tamanho do texto

A ação é uma continuidade da operação Revelação, realizada em novembro do ano passado, quando quatro pessoas foram presas pelo mesmo crime

Material apreendido Rio
Divulgação / Polícia Civil
Militar foi um dos quatro presos na operação desta quinta-feira no Rio de Janeiro

Um capitão reformado do Exército, de 66 anos, foi preso, na manhã desta quinta-feira (30), na operação que a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de Niterói fez contra pedofilia no Rio de Janeiro.

O capitão foi um dos quatro capturados na ação, que aconteceu no município da Região Metropolitana do estado do Rio . Ele foi encontrado em casa, no bairro de Santa Rosa, área nobre de Niterói.

Leia também: PF diz que empresário usou nomes falsos para traficar cocaína de SP à Europa

Na operação , batizada de Revelação II, os policiais pretendiam cumprir seis mandados de prisão . Além de Santa Rosa, outros capturados foram encontrados no Largo Batalha. Com os presos foi apreendido material pornográfico, dentre eles, vídeos com cenas explícitas envolvendo adolescentes e crianças.

A ação e é uma continuidade da operação Revelação , realizada em novembro do ano passado, quando quatro pessoas foram presas pelo mesmo crime.

"Ao longo de três meses conseguimos identificar esses elementos e apresentar pela prisão e busca e apreensão ao juízo da Vara Criminal de Niterói ", conta o titular da DPCA, o delegado Robinson Gomes Pereira, sobre os mandados cumpridos. "O resultado foi ótimo, porque temos proporcionalmente mais presos do que a operação do ano passado, que tinha 15 mandados e quatro capturados".

Leia também: PF faz apreensão recorde de 22 kg de 'Supermaconha' em aeroporto de Pernambuco

Além da DPCA, a operação também contou com policiais das delegacias de Defraudações (Ddef), Especializada em Armas, Munições e Explosivos (Desarme) e de Repressão aos Crimes contra a Propriedade Imaterial (DRCPIM).